Histórias E Estórias #69

Napoleão Bonaparte, o general francês, Imperador, que chegou a dominar quase toda a Europa, fascina gerações pela sua personalidade e talento. Não foi apenas o militar de sucesso nos campos de batalha, mas um estadista que devolveu a paz e a ordem a uma França encharcada de sangue na denominada Revolução Francesa, origem das barbaridades do comunismo na União Soviética e da monstruosidade do nazismo.

Criou, na área do direito, o Código Civil – até hoje base do que existe em muitos países –, o sistema métrico e a Legião de Honra, ainda a mais importante condecoração do mundo. O Brasil mesmo foi beneficiado indiretamente por ele, uma vez que, ao invadir Portugal, provocou a vinda da Família Real, com D. João VI, que nos fez Reino Unido e fundou o Brasil como nação.

A paixão por Bonaparte não é restrita aos meios ligados à história, é mais ampla e presente em todo o mundo, nas camadas mais cultas da população. No Brasil, são muitos os napoleônicos, que tudo conhecem e guardam, inclusive, estatuetas e outras lembranças do grande homem. No Rio, entre suas cultoras, está a senhora de sociedade Monica Aranha Barreto, que tem suas frases à cabeceira, ao lado da Bíblia. Até D. Pedro I, que, aos dez anos, teve de acompanhar os pais na vinda para o Brasil por causa da invasão napoleônica a Portugal, não escondia a admiração pelo francês.

Outro dia, numa livraria de aeroporto, encontrei um livro de bolso da excelente coleção da editora gaúcha L&PM, com algumas das frases de Napoleão, que parecem ter sido proferidas esta semana, no Brasil ou em qualquer parte do mundo. O autor da seleção foi Honoré de Balzac, outro gênio e admirador integral do genial imperador, que viveu anos depois. Selecionei para vocês algumas que cabem como uma luva no momento brasileiro. Confira:

1- Um governo responsável jamais obterá maioria parlamentar.

2- Os empréstimos são a perdição das nações agrícolas. Mas viabilizam as nações manufatureiras.

3- Uma nação em que todos querem cargos importantes está condenada à ruína.

4- A severidade previne mais as faltas do que as reprime.

5- Impor penas muito duras é saber de antemão que não serão cumpridas.

6- Não há leis possíveis contra o dinheiro.

7- Quando uma questão gera discussões intermináveis, ela só será resolvida com um pulso forte.

8- O interesse move as ações mais vulgares.

9- E, por último, mas não menos importante: Não há força que vença a rejeição de um povo.

Napoleão vive no que fez e no que disse. Por isso é tão cultuado.

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.