EXISTEM BONS QUADROS, SIM!!!

O Estado do Rio vive um momento político delicado. Sua maior liderança, dois mandatos exitosos de governador, viu-se envolvido numa série de processos, dos quais dificilmente escapará. A bancada do Senado nunca foi tão fraca. Mas já tivemos nomes do primeiro time na política nacional, a partir da Constituinte de 46. Gilberto Marinho, Afonso Arinos Sobrinho, Amaral Peixoto, Paulo Torres, Nelson Carneiro e, mais recentemente, Francisco Dornelles deram prestígio a representação do antigo Estado e da antiga capital da República. E a bancada federal rica, com lideranças do porte de Carlos Lacerda, Adauto Lucio Cardoso, Álvaro Vale, Mário Martins, Amauri Kruel, Raimundo Padilha, Célio Borja, Fernando Gabeira e o admirável Roberto Campos em duas legislaturas. Hoje, são poucos os que se destacam pelo trabalho parlamentar, como são os casos de Miro Teixeira e Otávio Leite.

No entanto, a política não se faz apenas a partir de mandatos parlamentares. O Rio tem quadros para oferecer opções positivas ao eleitorado nas eleições do próximo ano, sem os riscos de cometer equívocos ou ser levado a opções desconfortáveis, como na recente eleição municipal, em que a teimosia de um grande prefeito nos conduziu a um desastre na gestão da cidade, hoje entregue a ambulantes e moradores de rua, num espetáculo que chega a deprimir.

A eleição recente de João Doria, em São Paulo, fenômeno de sucesso, é prova disso. Nas prefeituras, temos nomes que se revelam capazes na gestão e hábeis na comunicação, como os de Petrópolis, Bernardo Rossi, e de Niterói, Rodrigo Neves. Mais lideranças empresariais e de executivos bem-sucedidos, como os quadros da centenária Casa de Mauá, em que despontam nomes como Humberto Mota, José Luiz Alqueres, Olavo Monteiro de Carvalho. Todos com experiência e profundo conhecimento do Estado.

É preciso que se busque alternativas aos políticos, com seriedade e responsabilidade, antes que surjam fenômenos que, em não se sabendo de onde vem, não se saberá para aonde iriam se lá chegassem. É muito importante que, na gestão pública ou privada, jovens com vocação e disposição assumam responsabilidades diante de momento grave e importante como o que vivemos.

O Rio tem setores de excelência empresarial em mãos de jovens preparados, inclusive no mercado financeiro, que voltou a ter uma posição de prestígio no gerenciamento de carteiras e fundos.

Estão abertas as inscrições!!!!!

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.