UMA FAMÍLIA A SERVIÇO DE MINAS

Recebo cópia de honrosa e comovente correspondência trocada, em 1992, entre dois ilustres mineiros, Eduardo Levindo Coelho e Paulino Cícero. Nela, o primeiro se refere a mim de forma generosa e afetuosa, lembrando minha amizade, e admiração, com o governador Osanan Coelho.

Foi um reencontro com a lembrança de tão querido amigo, de quem fui admirador de seu exemplar caráter de homem de bem, com generosa dedicação ao exemplo e à memória do pai, senador Levindo Coelho, e do irmão. Este, aliás, começou a vida pública como o mais jovem prefeito de Minas, em Ubá, nomeado por Benedito Valadares.

Eduardo, médico por formação, exerceu vários cargos de relevo no governo de Minas, como secretário de Governo e de Saúde, mantendo permanente o vínculo com Ubá, onde a família Levindo Coelho sempre esteve presente. Uma referência e um exemplo.

Na geração seguinte, o legado de espírito público, dedicação aos menos favorecidos, o compromisso com a Minas da dignidade, do idealismo e da nobreza, encontrou em Saulo Coelho um representante à altura. Foi diretor da Açominas, presidente da Telemig, exerceu mais de um mandato de deputado federal e, hoje, é o provedor da Santa Casa de Belo Horizonte, que retirou de uma crise e restituiu sua importância na área médica da capital e do Estado. Saulo Coelho coerente com o reconhecimento aos homens merecedores deu ao complexo hospitalar o nome de seu grande benfeitor, Provedor José Maria Alckmin, que foi companheiro de seu pai no antigo PSD e na bancada federal de Minas Gerais.

Faz parte da tradição da política mineira famílias com este perfil de correção e dedicação, que devem ser lembradas em momento como o que vivemos. Desde os Andradas, na política desde o Brasil Reino Unido, passando por Ibrahim Abi-Ackel, Bilac Pinto, Danilo de Castro, José Santana de Vasconcelos, José Aparecido de Oliveira. Todos deixaram nos filhos fiéis seguidores. Outros, em gerações anteriores, sucederam linhagem com presença na vida pública, como os casos de Murilo Badaró, Israel Pinheiro e seu filho e o sobrinho Raul Bernardo, Bias Fortes, alicerces desta nova geração que mantém Minas de pé.

Boas recordações sempre fazem bem!!!

You might also like More from author

1 Comment

  1. David says

    Excepcional comentário . Precisávamos de pessoas com essa estirpe para depurar o meio político atual!

Leave A Reply

Your email address will not be published.